Dia Internacional da Mulher

Hoje é o Dia Internacional da Mulher e minha homenagem vai para as primeiras mulheres americanas tanto do sul quanto do norte, as mulheres indígenas. Elas são fortes, são corajosas e se nós as tivéssemos escutado, nosso planeta estaria certamente em melhor estado.

Esta é a personagem principal de um novo projeto que eu estou trabalhando.

Eu descobri recentemente que o nome do rio Amazonas também está ligado a  mulheres fortes. O primeiro europeu a explorar a Amazônia, em 1541, foi o soldado espanhol Francisco de Orellana, que deu o nome ao rio depois de relatar batalhas armadas com tribos de guerreiras, que ele as comparou as amazonas da mitologia grega.

Advertisements

Como a facilitação gráfica me ajudou a me tornar um ilustrador melhor

Grande parte do meu trabalho como ilustrador é dedicado a facilitação gráfica.  Sou também um dos sócios da Visual Scribing, uma das principais empresas de facilitação gráfica de Londres.

graphicfacilitation_header_01

Facilitação gráfica ou “graphic facilitation” transforma conteúdo complexo e muitas vezes abstrato, em ilustrações fáceis de entender. E tudo feito em tempo real.

Por natureza, os seres humanos são “visual learners”. Basicamente, somos muito mais propensos a lembrar e entender coisas, se as vemos. Ao unir imagens e palavras, a facilitação gráfica estimula nosso lado emocional / criativo, bem como o lado mais racional de nossos cérebros.

facilitacao_grafica_01

A dinâmica na criação dos desenhos aumentou a velocidade com que crio minhas ilustrações. O imediatismo do processo me força a buscar a perfeição já na primeira linha, pois não tenho tempo para fazer de novo. Na maioria das vezes desenho com a caneta direto no papel, então não tem como apagar. 100% focado e sem medo de errar.

Facilitação gráfica se tornou uma ferramenta muito popular em palestras e workshops por aqui. Acabo conhecendo muitas pessoas e empresas dos mais variados backgrounds. De mercado financeiro à medicina veterinária, já ilustrei de tudo. E diversidade tem sido fundamental no desenvolvimento da minha carreira como comunicador visual.

facilitacao_grafica3

Facilitação gráfica tornou me tornou um ilustrador muito mais ágil, meu estilo se tornou mais simples e eficaz, e ganhei uma enorme autoconfiança na hora de encarar a folha em branco.

Se vocês quiserem conhecer mais, o site da Visual Scribing é esse aqui:
www.visualscribing.com

Criação de capa para graphic novel

Amanhã publicaremos a última página do capítulo 1 de The Golden Lion. E pra celebrarmos esses 6 meses de publicação semanal, vamos compartilhar um pouco do processo de criação de capa da nossa graphic novel.

 

1. A primeira imagem mostra o rascunho da capa.
Bem solto mas já próximo do resultado final.

goldenlionchronicles_webcomics_coverprocess01

 

2. A segunda imagem mostra a capa já arte finalizada. Até aqui o processo ainda é o mais convencional possível, lápis e caneta nanquim no papel.
3. A partir daí, é escanear a arte pro computador e adicionar as cores no photoshop.

goldenlionchronicles_webcomics_coverprocess02

O processo todo levou cerca de 12 horas como a grande parte das páginas que desenho. Ainda faltam cerca de 60 páginas pra terminar a graphic novel. Vamo que vamo! :)

Ramayana poster

Há muito (muito) tempo atrás, voltando da escola, vi um homem entrar no ônibus vendendo um livro de contos indianos. O visual era muito diferente do das capas de livro que tinha visto. Colorido, mas ao mesmo tempo, sombrio. Com um Guerreiro misterioso de pele azul na capa. Usei o que havia sobrado da mesada e comprei o livro. E ali, em uma das ruas do Méier, começava meu fascínio pela mitologia indiana. Os anos se passaram e o tema continua a influenciar meu trabalho, tanto na nossa graphic novel online, Golden Lion, quanto em ilustrações. Outro dia, decidi criar um pôster baseado em um dos mais famosos épicos da literatura indiana, o Ramayana.

Ramayana poster

A cena representa um momento clássico do poema, quando o guerreiro macaco, Hanumana, precisa atravessar o oceano e entregar uma mensagem esposa de seu Mestre, a princesa Sita, que havia sido sequestrada. Naquele momento Hanumana descobre algo importante sobre o seu passado.

” Em ti residem poderes muito além da compreensão humana. Quando eras criança saltaste ao céu e tentaste comer o próprio Sol pensando que fosse uma fruta. Hanumana, a amplitude deste oceano não é uma barreira para o teu poder.”

Hanumana olhou atentamente para o céu e para as águas do mar. Viu um azul sem fim. Azul da cor de Seu Mestre – Rama. Não hesitou. Correu e saltou como quem se entrega a um poder superior. Como quem se dissolve em sua própria devoção.
Sob o olhar de seu mentor, Hanumana cruzou os céus e desapareceu no infinito Azul.

Ramayana poster

Usei um estilo mais gráfico para transmitir a mensagem da “entrega ao azul”. Rabisquei bastante pra chegar na forma ideal. Depois escaneei o desenho e apliquei as cores no Photoshop em diferentes layers. Essa cena mitológica, me lembra que para atingirmos nossos objetivos, precisamos correr riscos. Saltar e nos entregar aos nossos ideais.