Brasileiras Desenhadas – 01

Certo dia minha esposa me disse que eu desenhava muito mal as mulheres. O problema era a mania dos tempos de criança, de copiar os quadrinhos de super heróis. Tenho vários cadernos cheios de homens musculosos, monstros e raríssimas personagens femininas.

Decidi corrigir esse erro e desenhá-las, com todo respeito que merecem.

Foi então que a cerca de um mês, comecei a desenhar uma série de ilustrações para homenagear as mulheres brasileiras. E assim, valorizar a parte mais charmosa de nossa história.

Anita Garibaldi (1821-1849)

A “Heroína dos Dois Mundos”. Recebeu esse título por ter participado no Brasil e na Itália, ao lado de seu marido Giuseppe Garibaldi, de diversas batalhas. Lutou na Revolução Farroupilha (Guerra dos Farrapos), na Batalha dos Curitibanos e na Batalha de Gianicolo, na Itália.

“Não tenha medo de viver, de correr atrás dos sonhos. Tenha medo de ficar parado.”


Princesa Isabel (1846 -1921)

Apelidada de “a Redentora”, Isabel era filha do imperador Pedro II e sua esposa a imperatriz Teresa Cristina das Duas Sicílias. Como a herdeira presuntiva do Império do Brasil, ela recebeu o título de Princesa Imperial.Princesa Isabel promoveu a abolição da escravidão e acabou assinando a Lei Áurea em 1888.


Maria Quitéria de Jesus (1792–1853)

Foi uma militar brasileira, heroína da Guerra da Independência. Foi a primeira mulher a assentar praça em uma unidade militar das Forças Armadas Brasileiras e a primeira mulher a entrar em combate pelo Brasil, em 1823. Em vários livros de História ela é descrita como a “Joana D’Arc brasileira”.


Maria Esther Bueno

É uma ex-tenista brasileira. Em 1960, ela entrou para a história ao ser a primeira mulher a ganhar os 4 Grand Slams jogando em duplas num mesmo ano. Seu nome está no Livro dos Recordes: A final do US Open de 1964, contra a americana Carole Caldwell Graebner, Maria Esther venceu a partida em apenas 19 minutos.

“Imagine eu, uma adolescente, ganhando em Wimbledon. Imagine a minha responsabilidade, o quanto eu fui solicitada. Isso mexeu comigo, uma pessoa quieta, discreta.”


Clarice Lispector (1920 – 1977)

Foi uma escritora e jornalista nascida na Ucrânia e naturalizada brasileira. Ela é considerada uma das escritoras brasileiras mais importantes do século XX e a maior escritora judía desde Franz Kafka.

“Toda mulher leva um sorriso no rosto e mil segredos no coração.”

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s